quarta-feira, 25 de outubro de 2017

A Comarca de Maracaçume foi Beneficiada com a Instalação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) uma inovação do Poder Judiciário que irá Beneficiar toda Região.

 
A Comarca de Maracaçumé foi beneficiada com a instalação do Cejusc, (Centro Judiciário de solução de conflitos e cidadania) uma inovação do poder judiciário que trará muitos benefícios para a população desta região. Trata-se da aplicação de métodos alternativos de solução de conflitos, “alternativos” porque não excluem a atuação do Poder Judiciário, que está presente nesta fase por meio de Mediadores e conciliadores treinados para oferecerem o suporte necessário para que as partes de forma consensual encontrem solução para os seus litígios. 
 
Os CEJUSC´s em todo país  tratam de reclamações pré-processuais e processos judiciais; cabendo a mediação e a conciliação, visando a solução de conflitos de forma simplificada célere e eficaz, vez que se trata de decisões oriundas das próprias partes envolvidas no processo  sem a intervenção  do Estado Juíz.  A inauguração  Oficial  do CEJUSC  esta marcada para o dia 21 de novembro e funcionará no anexo ao Fórum de Maracaçumé
 
É a ampliação   do acesso  a justica! Quem ganha São as pessoas que terão seus problemas levados a apreciação do judiciário resolvidos em tempo RECORD, é a transformação  da demora processual pra existente celeridade processual, a rapidez da resolução de conflitos. Importante esclarecer que  neste cenário apresentado pelos Centros Judiciários de Solução de Conflitos, não se excluí a presença de Advogados, pois estes profissionais  exercem função essencial à justiça e as  parte poderão optar por estarem acompanhadas. 
 
Observa-se que neste procedimento, não há custas processuais nem limite do valor da causa, como também não há regra de competência. Desta forma o CEJUSC se apresenta como uma evolução do poder judiciário que certamente agradará a toda a sociedade, tendo em vista as vantagens apresentadas que são: a rapidez, o sigilo e a confidencialidade, além da redução de custos financeiros e desgastes emocionais, sem contar com a redução do tempo de trâmite e da reincidência de litígios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário