sexta-feira, 22 de março de 2019

Trabalhadores de variadas categorias em Centro Novo do Maranhão se manifestam contra a Reforma da Previdência.

As novas regras para a aposentadoria propostas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) foram motivo de manifestação nesta sexta-feira (22), em Centro Novo do Maranhão, assim como em diversos municípios dos Estados Brasileiros.

A mobilização concentrada na manhã desta sexta-feira, teve início na Avenida Floriano Peixoto entrada da cidade e encerramento na praça José Alencar, Avenida Juscelino Kubitschek, no Centro. A manifestação contou com alguns representantes sindicais do nosso município Centro Novo, como o STTR (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais) na representação do Sr. Zerimar, o SINPROESEMMA (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básicas Estadual e Municipais do Maranhão), representado pelo Professor Damião, DSACSCN (Delegacia Sindical dos Agentes Comunitários de Saúde de Centro Novo-MA) representado pela Sr.ª Josélia Sousa. O ato também contou com alguns representantes das associações locais, como a Associação do PA Quadra 35 Pedro Álvares Cabral, representado pelo Sr. Edimar Benvindo, o Sr. Gildasio Barbosa comerciante local, entre outros representante de outras instituições. 

Os manifestantes não concordam com as novas propostas do Governo Federal para a aposentadoria. Segundo os representantes dos sindicatos, a “Reforma” se aprovada, deve prejudicar os mais pobres e favorecer a classe empresarial. De acordo com os manifestantes, as mudanças vão afetar principalmente os professores que já sofrem muito para exercer a profissão.

Só lembrando que o governo apresentou no dia 20 de fevereiro a proposta de reforma da Previdência Social. A proposta de emenda à Constituição (PEC) começará a tramitar pela Câmara dos Deputados, e se for aprovada, seguirá para o Senado, sendo que pelas regras regimentais, a matéria passará primeiro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que analisará se o texto fere algum princípio constitucional. A proposta cria uma idade mínima de aposentadoria, e ao final do tempo de transição, deixa de haver a possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição. Para mulheres, a idade mínima de aposentadoria será de 62 anos, e para homens, de 65. Beneficiários terão que contribuir por um período mínimo de 20 anos.

Nas Ruas e Avenidas de Centro Novo do Maranhão, os manifestantes seguiram com faixas e bandeiras, usando carro de som, protestando contra mudanças e propostas previstas para reforma da previdência. 

O representante sindical do SINPROESEMMA Damião, pediu também à administração do município que olhasse com mais carinho para os seus funcionários, enfatizou a valorização dos profissionais e seus direitos trabalhistas. Os manifestantes encerraram suas manifestações na praça Jose Alencar.





Fotos/Reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário